Sete truques para evitar multas ao dirigir

Cada vez mais motoristas são pegos pela chamada “indústria” da multa. Mas para não perder a sua CNH em meio a esse mar de multas, existem algumas táticas bem engenhosas. Conheça sete truques que vão garantir que seu bolso fique tranquilo, e sua carteira limpa.

Tem tolerância sim!

Por lei, todos os radares sejam eles fixos ou portáteis, possuem uma tolerância sobre a velocidade média. Até 100km/h, essa tolerância é de 7km/h. Depois de 100km/h, a tolerância passa a ser de 7%. Ou seja, num radar de 40km/h, você pode passar até 47km/h sem levar uma multa pra casa.

O chinelo da discórdia

Tá indo para a praia? É bom você tirar seu chinelo antes de sair. É proibido a condução de veículo com calçados que não fiquem firmes no pé (enfase ao calcanhar). Mas a lei não fala nada sobre dirigir descanso, então pode ir sem medo.

Rebaixamento de calçada

Todo mundo sabe que não se pode estacionar em frente à garagens. Mas parar o carro em frente a uma guia rebaixada não é necessariamente sinônimo de multa. Se não há passagens de veículos sobre o local, como em lugares onde uma entrada para carros não existe mais, pode estacionar sem medo. Só não confunda com acesso para cadeirantes, pois bloqueá-los também dá multa.

Faróis de neblina para neblina.

A maioria dos motoristas já se acostumou à obrigatoriedade de se andar com os faróis baixos (em veículos sem luzes diurnas) ligados na estrada. Mas ainda tem gente que se confunde as luzes do veículo. Não quer tomar multa de jeito nenhum? Não confunda os faróis baixos pelos faróis de neblina na estrada.

As luzes na parte inferior do para-choque projetam a luz em um facho curto e aberto e não têm a mesma eficiência do farol baixo. Por isso, na estrada e à noite os faróis de neblina só podem ser acesos com os faróis baixos ligados.

Preguiçoso paga mais

Sabe quando alguém vai estacionar o carro em uma rua vicinal de mão dupla e simplesmente para na contramão? Os poucos segundos economizados para dar meia-volta no carro custam caro: neste caso, R$ 130,16 e quatro pontos da CNH do preguiçoso.

Há dois motivos para você não poder parar ao contrário. O primeiro é que você circulou pelos menos alguns metros na contramão. E também, os refletores de luz do carro são posicionados nas lanternas traseiras. Em caso de vias mal sinalizadas, quem estiver trafegando de noite não verá a luz de sue farol rebatido pelo lanterna do veículo estacionado, podendo levar à acidentes.

Texto Original: Quatro Rodas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 + dezoito =