Piso vinílico pode ser peça-chave para repaginada em ambientes internos


No momento de montar um apartamento novo ou de mudar o visual de um cômodo, a atenção se volta para móveis e cor das paredes. Muitas vezes, o piso é esquecido, mas ele faz a diferença. O piso vinílico pode ser uma boa opção de revestimento por possuir diferentes espessuras, cores e formatos, possibilitando a adaptação de acordo com a preferência do comprador e com as necessidades do local.

Esse tipo de material é resistente e é utilizado, principalmente, em ambientes internos. Os formatos mais comuns são em placa e em manta, porém também se encontra em régua. Quanto à espessura, ela varia de 2 a 5 mm. Enquanto os mais finos são utilizados em residências e escritórios, os mais espessos são recomendados para espaços de maior circulação. “Se tiver os cuidados mínimos, é fácil de manter”, afirma o arquiteto e designer de interiores Roberto Araújo.

Uma das vantagens é a personalização, já que o vinílico pode ter cores sólidas ou imitar outros tipos de materiais, como madeira e mármore. Além disso, ele pode sobrepor outros pisos, tornando mais rápida e simples a aplicação. Para isso, é necessário que um técnico avalie as condições do contrapiso. Se estiver bem nivelado, o próprio morador pode instalar tanto as réguas quanto as placas. No caso da manta, é melhor que o trabalho seja feito por mão de obra especializada.

Em contrapartida, se o contrapiso não estiver nivelado, é necessário que haja as devidas modificações. O vinílico não é capaz de disfarçar as imperfeições e revelará o desnivelamento. Uma das desvantagens é a sua falta de resistência com umidade, o que requer alguns cuidados a mais na hora da limpeza. “Deve-se limpar com pano úmido, não encharcar o chão. Se cair alguma coisa, é preciso limpar logo. Não pode abusar”, acrescenta Araújo.

Dicas
  1. Devido à sua incompatibilidade com água, não é indicado que se utilize esse piso em banheiros e áreas externas.
  2. O piso vinílico abafa sons com eficiência, sendo ideal em espaços para circulação de pessoas de salto alto, de cachorros e de crianças.
  3. É ideal para quem busca um piso de poucos rejuntes, principalmente, se for aplicada em forma de manta.
  4. É uma boa escolha para quem tem alergia à poeira, porque ele não a acumula e é de fácil limpeza.
  5. Não é possível reutilizar o piso original sobreposto pelo vinílico por causa da cola.
  6. Em mantas, é importante ter cuidado extra com objetos pontiagudos para não rasgá-la.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × um =