Nobreaks VS Estabilizadores: Entenda para quê serve cada um


As chuvas de raios e as quedas de energia – sejam elas programadas ou repentinas – vêm se tornando cada vez mais os grandes vilões dos aparelhos eletrônicos, tanto em residências quanto nos ambientes de trabalho. Com isso, uma das dúvidas mais recorrentes quando o assunto é a proteção de computadores, televisões e modem de internet, ou até mesmo manter a energia elétrica funcionando, é escolher entre um nobreak ou um estabilizador.

Para isso, a coordenadora de marketing da NHS, Débora Skrobot, empresa fabricante de nobreaks no Brasil, explica a forma ideal e a melhor ocasião para utilizar cada um desses produtos. Confira:

ESTABILIZADORES – A função do estabilizador é manter a tensão de alimentação da carga o mais próximo possível da nominal (120V ou 220V). No entanto, se houver interrupções no fornecimento de energia elétrica, o aparelho e a carga desligam. Ou seja, o estabilizador corrige a tensão na rede, mantendo-a no nível mais próximo do ideal, mas por não possuir baterias em seu interior não fornece energia.

NOBREAKS – Um nobreak, também conhecido como UPS ou Fonte de Energia Ininterrupta, tem duas funções principais: condicionar energia e oferecer autonomia aos aparelhos eletrônicos, para que funcionem mesmo sem fornecimento de energia. O uso dos nobreaks, além de evitar que os aparelhos eletrônicos sejam danificados, permite que o usuário tenha um determinado tempo, seja para salvar seus documentos no computador e/ou terminar o que estava fazendo, até a possibilidade de manter o funcionamento das cargas por horas, através da implementação de bancos de baterias. Quanto maior for a quantidade e capacidade das baterias do nobreak, maior será o tempo de autonomia oferecido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + dezoito =