Mecânica Responde: O que fazer quando a temperatura do carro sobe muito?

O que fazer quando a temperatura do carro sobe muito?

O chefe de oficina da Beto’s Car, Paulino de Carvalho, explica que a primeira coisa a parar o carro imediatamente e chamar um reboque. “A causa por ser falta d’água, mas existem diversas variáveis, como um problema no ventilador, por exemplo. O indicado é vir para a oficina e descobrir, pois pode ocasionar em problema grave para o veículo”, diz.

Quando se sabe que é a hora correta de trocar a bateria?

“A bateria dá vários sinais de quando se precisa trocar. Entre eles, quando você vai dar partida, ela fica pesada”, conta Adriano Reis, mecânico da oficina O Damião. Ele conta que, normalmente, o público não releva muito o problema e vai deixando passar. Outro sinal que Adriano aponta é o enfraquecimento das luzes do painel. Ele alerta que, em média, as baterias duram de dois a dois anos e meio.

É correto estacionar o carro engatado?

Um costume comum entre os cearenses, a prática não é recomendada por Adriano. Ele conta que isso é indicado apenas se o freio de mão estiver fraco. “A prática força a caixa a caixa de marcha. E com o tempo, cria folga nos anéis sincronizadores. Aí ela vai começar a arranhar as marchas, deixando ruim de engatar”, diz.

Quando se deve trocar a borracha do limpador de vidros?

Aqui o mais importante é a atenção do condutor na manutenção do veículo. Deixar o carro no sol por longos períodos de tempo podem secar a borracha. “A perda da aderência é grande. Quando você ouvir a borracha arranhar, já está na hora de trocar logo”, alerta Paulino de Carvalho. Para evitar isso, é recomendável colocar o veículo em local coberto e usar a água do limpador para manter o uso ativo.

É prejudicial dar a partida de uma vez?

Sem registros de real prejuízo a veículos, a prática é indicada informalmente, mas sem motivo. Paulino conta que a expressão é conhecida como “abrir a chave”. O chefe de oficina diz que o costume ajuda as velas do veículo a esquentarem mais rapidamente, mas que dar partida de uma vez não dá problema.

Deixar o carro rodar no ponto morto dá problema?

Conhecida popularmente como “banguela”, deixar o carro descer ladeiras no ponto morto tem o objetivo de economizar combustível, mas o efeito é contrário, explica Adriano Reis. Ele diz que é comum entre os consumidores achar que está economizando no consumo. “Como o carro está ligado, o velocímetro continua marcado a rotação, então puxa mais combustível, mesmo sem acelerar o carro”, aponta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 8 =