Kombi do futuro: ID Buzz possui versão elétrica e autônoma

Kombi-do-futuro
Ainda carregando características parecidas com a antiga Kombi. O ID Buzz traz uma versão atualizada do veículo. A montadora expôs durante o Salão de Detroit, nos Estados Unidos, uma versão elétrica e autônoma do veículo.

Começando pelo seu visual, que está mais moderno com o logotipo na dianteira iluminado e os faróis e as lanternas finos.

Quanto ao motor elétrico, ele possui duas opções, um na dianteira e outro na traseira – juntos, eles oferecem 374 cavalos de potência. Segundo a Volkswagen, a/ nova Kombi vai de zero a 100 km/h em apenas cinco segundos e sua velocidade é limitada a 160 km/h.

O I.D. Buzz poderá ser reabastecido de duas maneiras. A primeira é por indução eletromagnética, ou seja, a bateria do veículo será recarregada ao andar por vias ou vagas preparadas com a tecnologia de recarga sem fio. A segunda é mais simples: o carro receberia a carga ao ser plugado em estações de recarga,como acontece com os automóveis da Tesla.

De acordo com a montadora, a bateria do I.D. tem autonomia de 600 quilômetros e sua bateria pode ir de 0% a 80% de carga em apenas 30 minutos – isso só é possível quando um carregador rápido for usado.

Uma das melhores características tecnológicas do I.D. Buzz é o fato de não ter um o painel, já que o carro projeta em 3D as informações em uma tela de realidade aumentada. Recursos como ar-condicionado e rádio podem ser controlados a partir de um tablet removível.

Outra ferramenta que chama a atenção é o modo autônomo I.D. Pilot. Quando ativado, esse modo permite que o motorista se torne um passageiro. Isso porque, o volante retrai e entra no painel de instrumentos para liberar mais espaço. Até o banco do motorista pode ser virado para trás para que ele interaja com os outros passageiros.

O I.D. Pilot é o segundo da família I.D. – o primeiro foi lançado no Salão de Paris. A Volkswagen pretende colocar a linha com propulsão 100% elétrica no mercado em 2020. A versão autônoma (com I.D. Pilot) está prevista para 2025.

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 4 =