Dicas de como preparar o seu carro para uma viajem mais segura

Bateria, pneus, filtro de óleo… Antes de viajar, nada melhor que fazer um check list no seu carro para pegar a estrada com segurança. Confira abaixo as dicas que a Ford preparou para você e seu carro.

Os carros estão cada vez mais modernos, conectados e eficientes no consumo de combustível, o que torna as viagens de automóvel mais seguras e confortáveis. No entanto, o motorista não deve se esquecer de verificar as condições do veículo antes de pegar a estrada.  “Conhecer o automóvel e ler o manual do proprietário é o primeiro passo para manter em dia a manutenção, garantir a segurança e obter o melhor desempenho e economia de combustível”, afirma Maurício Triveloni, coordenador da área de Serviço ao Cliente da Ford.

Confira os pontos principais que merecem atenção:

Bateria: Fornece energia elétrica ao motor de partida, para o sistema de ignição e alimenta todo o sistema elétrico quando o motor não está ligado. Nesta condição, mantenha a chave de ignição na posição “desligado” e desative todos os acessórios como lâmpadas, rádio e ventiladores para não descarregar a bateria. Evite fazer o carro “pegar no tranco”, pois isso danifica as engrenagens do motor. A bateria precisa ser verificada periodicamente, mesmo sendo selada.

Pneus: Mantenha-os em boas condições e jamais trafegue com pneus carecas. Pneus desgastados têm capacidade limitada de remover água da pista, favorecendo a aquaplanagem. O limite de desgaste indicado nos pneus deve sempre ser respeitado e sua calibragem deve ser periodicamente verificada, incluindo a do pneu sobressalente. Essas ações otimizam o consumo de combustível e garantem uma viagem segura.

Alinhamento e balanceamento: Devem ser realizados idealmente a cada troca de pneus, mas o carro também “avisa” quando esses serviços precisam ser feitos. Por exemplo, quando o veículo puxa para a direita ou esquerda assim que o volante é liberado por um curto período de tempo, é hora de fazer o alinhamento. Esta medida garante que as rodas se mantenham paralelas entre si e no ângulo correto em relação à pista. Por outro lado, se o volante vibrar ou o carro apresentar barulhos em determinadas velocidades, pode ser caso de falta de balanceamento, necessário para que as rodas girem sem provocar vibrações, evitando o desgaste irregular, além de melhorar a dirigibilidade, a segurança e a economia de combustível.

Filtros de ar, óleo e combustível: Têm a função de reter as impurezas e precisam ser trocados no prazo indicado no manual do proprietário. Abastecer o veículo com combustível de qualidade e não deixar o volume sempre na reserva são ações que contribuem para manter a vida útil do filtro de combustível.

Óleo: O proprietário pode facilmente verificar o nível do óleo. Com o motor frio e em uma superfície nivelada, basta retirar a vareta e conferir a marcação. Se for necessária a troca, procure a Rede de Distribuidores Ford. Fique atento à quilometragem ou tempo mencionado no manual do proprietário, que indica também o óleo a ser usado. Só complete se o nível estiver próximo do mínimo e sempre com óleo de mesma especificação.

Pastilhas de freio: A inspeção periódica ocorre a cada 10.000 quilômetros. Quando o freio faz ruídos estranhos, como um apito, pode ser que o material esteja gasto. Adiar a troca pode gerar um desgaste precoce de outras peças do sistema de freio, como o disco, acarretando em prejuízo financeiro, além de afetar a segurança.

Amortecedores: Devem ser inspecionados a cada 10.000 quilômetros, ou antes, caso haja ruídos, batidas ou instabilidade. A vida útil do amortecedor depende do tipo de uso do veículo.

Correia ou corrente: A Ford possui veículos equipados com correia dentada e outros com corrente de distribuição. Nos carros com correia, os sintomas que podem indicar a necessidade de troca são: barulho do tipo chiado, dificuldade de partida e falhas em acelerações e retomadas. Verifique o prazo de troca da correia dentada no manual do proprietário.Os veículos com corrente dispensam esse tipo de manutenção.

Velas: Produzem a faísca que provoca a combustão do motor. O desgaste ou folga nos eletrodos faz o carro engasgar na partida, falhar em marcha lenta e aumentar o consumo de combustível.  Verifique o prazo de troca das velas no manual do proprietário.

Kit de embreagem: Quando há desgaste, o pedal da embreagem fica duro e as marchas “arranham”. A vida útil do kit depende do tipo de utilização. Não dirija com o pé apoiado no pedal da embreagem, pois pode abreviar a vida útil do sistema.

Palhetas dos limpadores do para-brisa e vidro traseiro (se equipado): Palhetas desgastadas não removem a água da chuva adequadamente e podem causar danos aos vidros, como marcas e riscos. Além disso, é importante conservar o para-brisa e o vidro traseiro limpos e sempre verificar o nível de água do reservatório do lavador do para-brisa.

Luzes e itens de conforto: A fim de garantir uma viagem segura e confortável, verifique a funcionalidade dos interruptores do painel de instrumentos (operação do porta-malas, ar-condicionado, aquecedor – se equipado), luzes, faróis, farol alto, luz da placa de licença, luz da plataforma da caçamba (se equipado), luz de neblina, incluindo luz de freio, luz de ré, buzina e luzes de alerta.

 

Burson-Marsteller – Atendimento Ford

Tayane Garcia – tayane.garcia@bm.com – (11) 3040-2412

Thor Oliveira – thor.oliveira@bm.com – (11) 3094-2243

Fernanda Muro – fernanda.muro@bm.com – (11) 3094-2263

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 − 2 =