Confira as novas regras de blindagem nos carros


Segundo uma portaria do Exército, responsável pelo uso de proteções balísticas e armas de fogo, a blindagem de veículos possui novas regras.

A grande novidade são a exigência de Certificado de Registro no Exército também para os proprietários. Assim como proibição do reparo de vidros blindados, que sofrem a chamada “delaminação” depois de alguns anos.

Os carros com teto solar, o nível de proteção deverá ser o mesmo do restante do veículo e ele não poderá abrir.

A mudança aconteceu por dois fatores: o aumento da demanda por blindagem de veículos e estruturas arquitetônicas, provavelmente, ocasionada pela violência crescente no país, e o fato da norma vigente ser de 2002, defasada administrativamente.

Os níveis de proteção veicular permanecem inalterados e vão até 3-A, a mais usada, que aguenta até tiro de um revólver calibre .44. Excepcionalmente, pode ser autorizado o nível III, superior.

Segundo levantamento de uma empresa do setor, o Brasil é líder mundial na frota de blindados, completou mais de 18,8 mil veículos só em 2016, o que representa alta de 60% em relação a 2014.

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 8 =