Blog Populares

Como escolher o melhor papel de parede para a sua casa


O papel de parede é um elemento importantíssimo na decoração de casa. Investir no material pode mudar todo o ambiente, trazer mais elegância e ainda deixar a casa com a cara do proprietário, o que garante mais sofisticação, seja na sala, quarto, corredor ou hall. O arquiteto e designer de interiores Sérgio Veras explica que o gosto particular contribui inteiramente para a estética do lugar, logo que o morador opta pelo melhor desenho, textura ou cor.

“O objeto serve como característica de amplitude do local, ainda que seja algo que tem como foco primordial trazer aconchego”, diz. Os papéis de parede também podem se destacar em suas funções térmicas para o ambiente, assim como oferecem mudança e novo formato na casa. “Os modelos que trazem essa sensação são dos mais variados, como o 3D, o revestimento em cerâmica com alto relevo e o geográfico”.

Escolher um papel de parede, desse modo, é uma atividade pessoal. “A escolha certa pode fazer com que o imóvel fique maior ou menor, iluminado, espaçoso e confortável, o que aponta a importância de escolher a cor e tamanho ideal”, explica. Para isso, o especialista destaca que deve ser uma cor e modelo que combine com as características do dono do cômodo, logo que ele irá se sentir melhor e mais aconchegado no ambiente. Os cômodos para se aplicar os papéis podem ser qualquer um da casa. Entretanto, é importante manter a cautela nos gostos pessoais e valorizar a opinião do especialista.

A instalação não deixa cheiros ou resíduos pela casa, logo que tem uma aplicação simples feita pelos profissionais que vendem o produto. Seu tempo de vida pode variar, rendendo até mais de cinco anos, o que o diferencia de muitas tintas do mercado. A limpeza, do mesmo modo, pode ser feita através da higienização manual.

As tendências, segundo o arquiteto, estão sendo aplicadas em halls e em salas, que, com o gosto dos moradores em destaque, apostam em vetoriais, grafites e cores de tons pastel. “As cores mais quentes também estão sendo procuradas, apesar de suas tonalidades mais densas. É um diferencial, sem dúvidas”, destaca. Os valores variam, logo que dependem do tamanho e da composição do papel. O 3D, por exemplo, tem o preço, em média, a partir de R$ 196, 10m x 53 cm. O melhor para se economizar, desse modo, seria aplicando em paredes que sirvam de ponto de destaque no cômodo.

O que é preciso levar em consideração antes de aplicar o papel de parede?

1 – É importante que, antes da instalação, a parede esteja sem irregularidades, problemas com infiltrações ou buracos. O lado escolhido no cômodo deve ficar em perfeitas condições para se aplicar o papel de parede, logo que, se tiver algo errado, vai ser um desperdício de dinheiro colocar em parede danificada.

2 – Em uma reforma, o papel sempre deve ser a última aplicação de mudanças em um ambiente, já que se evita acidentes ou riscos de outras atividades na casa.

3 – Conheça os papéis de parede antes de aplicar, já que eles precisam ter a união entre o estilo do morador e do cômodo. O material também precisa ter um estudo prévio, logo que possuem diferentes modelos, como o vinílico, tradicional e TNT. Cada um possui um foco distinto e aplicações variantes também, já que alguns são colocados com cola e outros vêm com adesivos.

4 – Analise quanto pode gastar. Comprar muito papel sem consultar o tamanho ou área da parede pode ser desperdício.

5 – Conheça a parede que vai aplicar o produto. Não coloque em qualquer lugar, sem nenhuma referência ou ponto de destaque, já que não faz sentido visual ou estético.

6 – Fique atento com a quantidade que vai usar. Isso evita desperdício ou ficar sem material durante a instalação.

7 – Faça as medidas. O ideal é conhecer a área em que instalará o papel de parede, antes que coloque em lugar com uso.

8 – Consulte um especialista. O designer de interiores, com o seu conhecimento, abordará todo o gosto pessoal com o ambiente escolhido, o que cria a união adequada.

9 – Observe se é interessante usar todo o papel na parede, sendo que existem outras opções de uso, como o de meia parede, que equilibra a decoração com a cor distinta só na metade do espaço, ou só a faixa, que ajuda a balancear os ambientes carregados. Outro modelo muito aplicado e inovador são os papéis de parede no teto.

10 – Escolha a melhor cor para o melhor cômodo. Um quarto, por exemplo, dependendo de seu espaço, pode ter cores fortes, vivas e que combinam com o espaço. Em uma sala, por mais que sejam permitidas cores fortes também, o indicado seria uma que sirva de ponto visual, principalmente quando os objetos ao redor não trazem muitas cores de destaque.

 

Recomendado para você